Como vou agir e responder doravante.

Conversando com um colega médico, cuja esposa está fazendo pré natal comigo, sobre onde ela deveria ter seu bebê!
Falei para ele o que me faria escolher o local se meu filho fosse.
Primeiro temos que lembrar da classificação das cirurgias quanto ao potencial risco de infeção:

  1. Operações Limpas: São aquelas realizadas em tecidos estéreis ou passíveis de descontaminação, na ausência de processo infeccioso e inflamatório local ou falhas técnicas grosseiras, cirurgias eletivas e traumáticas com cicatrização de primeira intenção e sem drenagem. Cirurgias em que não ocorrem penetrações nos tratos digestivo, respiratório ou urinário.
  2. Operações Potencialmente Contaminadas: São aquelas realizadas em tecidos colonizados por flora microbiana pouco numerosa ou em tecidos de difícil descontaminação, na ausência de processo infeccioso e inflamatório e com falhas técnicas discretas no transoperatório. Cirurgias limpas com drenagem, se enquadram nesta categoria. Ocorre penetração nos tratos digestivo, respiratório ou urinário sem contaminação significativa.
  3. Operações Contaminadas: São aquelas realizadas em tecidos traumatizados recentemente e abertos, colonizados por flora bacteriana abundante, cuja descontaminação seja difícil ou impossível, bem como todas aquelas em que tenham ocorrida falhas técnicas grosseiras, na ausência de supuração local. Presença de inflamação aguda na incisão e cicatrização de segunda intenção, grande contaminação a partir do tubo digestivo. Obstrução biliar ou urinária.
  4. Operações Infectadas: São todas as intervenções cirúrgicas realizadas em qualquer tecido ou órgão, em presença de processo infeccioso (supuração local), tecido necrótico, corpos estranhos e feridas de origem suja.
    Lembrado este detalhe eu falei que para tentar um parto normal o Hospital deveria ter um acolhimento onde a paciente é recebida e não fica em contato com pacientes de outro sexo e nem sob os olhares das pessoas alheias ao seu trabalho de parto.
    Uma sala de exame obstétrico. Onde a paciente será confortavelmente avaliada e diagnosticada se a mesma está em trabalho de parto.
    Dependendo do estágio em que ela de encontra, deverá seguir para um apartamento ou para o pré parto. Local este com recursos técnicos para verificar os batimentos cardiofetais, avaliação da pressão e demais sinais vitais, com aparelhos para melhorar o conforto durante as contrações, e o respeito a privacidade evitando colocar em local apenas separado por biombo onde ao lado pode estar um paciente masculino recebendo medicação por exemplo.
    Este pré parto deve obrigatoriamente ter contato com o centro cirúrgico pois nos casos de analgesia a parturiente receberá um cateter peridural e terá suas dores aliviadas em quase totalidade. Levando em consideração que um trabalho de parto pode até durar 12 horas ou mais, este local deve possuir várias salas para poder alojar inúmeras pacientes em trabalho de parto.
    Lógico que uma excelente UTI Neonatal pois nem sempre o parto se dá no termo, e prematuros necessitam de cuidados intensivos e também algumas patologia congênitas são imediatamente internadas na UTI Neonatal.
    Agora a parte delicada, e que eles não gostaram muito. Tem que ter uma equipe de Médicos Obstetras de plantão por 24 horas pois nem sempre o obstetra da paciente está disponível. E nesta hipótese o colega de plantão conduzirá com habilidade o tão sonhado parto.
    Notei que o colega ficou atônito. E eu tive que perguntar, se ele ficava 24/7 a disposição dos pacientes dele. Ele disse claro que não, eu tenho família e direito a descanso. E eu falei, se um paciente sofrer uma lesão e te ligue para que você atenda? Ele disse, bem, dependendo de algumas coisas eu poderei ir ou não, mas mandarei para o serviço onde eu trabalho e eles farão o atendimento.
    Pronto, este pequeno texto servirá de norte a todas minhas dúvidas e futuras indagações.

Em versos e prosas!

Resolvi responder aos que atacam o Bolsonaro em versos e prosa.

Aquele que não tem na família, uma história para contar,
De uma falência fraudulenta, de um passado a lastimar.
De um irmão bandido, de um relacionamento combalido,
Uma parceira rameira, ou um marido indefinido.
Uma profissão improdutiva, um emprego arrumado,
Um político envolvido e um DAS emprestado.
Um recalque enrustido, um comportamento ambíguo,
Uma falsa moral e um discurso embutido.
Ao atacar um ferido, lembre-se da covardia,
A mesma que você teve um dia, de não fazer o o que pretendia.
Que ficou com medo de cursar uma faculdade, pois sabia,
Que pela sua incapacidade não a concluiria.
Será que sua profissão, é capaz de produzir um pão,
Que sirva de alimento, e não produza dejetos sem aplicação.
Duvido muito da utilidade, da pessoa sem capacidade,
Que agride os que produzem, mas vivem das generosidades.
Se você aqui foi enquadrado, não se faça de rogado,
Lute, mas não contra a verdade, e sim contra a maldade,
Que se faz presente, num Brasil descontente,
Que deseja mudar e melhorar e quer,
Bolsonaro Presidente.

Laudo demorado

Há algum tempo tenho recebido LAUDOS DE ULTRASSONOGRAFIA oriundos de minhas pacientes e uma coisa me chamou atenção: A data do exame e a data do laudo.

O que isto quer dizer? Que o Exame é feito num determinado dia e após 2, 3, 4 até 10 dias depois o laudo é confeccionado.

Bem, não precisa explicar muito para entender que como um exame dinâmico pode ter retardado a emissão do tal laudo por tanto tempo. Com o devido respeito a quem faz exames e entrega o laudo até 6 horas depois eu aconselho a organizar seu serviço e passar a emitir o laudo imediatamente pois o tempo e a demora pode significar uma diferença entre a vida e a morte.

Uma patologia identificada na doplerfluxometria que pode provocar graves complicações se não for tratada imediatamente ou mesmo resolvida no exato momento.

Recomendo aos pacientes que a primeira pergunta ao realizar um exame de ultrassonografia seja:

  1. Quem fará o exame é médico?
  2. Quando o LAUDO será entregue?

Caso exista uma demora superior a seis horas, procure outro serviço pois o diagnóstico luta contra o tempo e  a doença ganha com a demora.

http://www.portalmedico.org.br/pareceres/cfm/1998/31_1998.htm

Ozônio e os inocentes

Quando iniciei o curso de medicina, tive que enfrentar alguns obstáculos que serviram de definição sobre o que era ciência e o que é embuste.

Como assim, era a frase que eu mais ouvia quando informava a alguém que o que ele estava propondo não possuía bases científicas, que não passava pelo raciocínio científico, e que era mera situação de “achismo”.

Este neologismo serviu e serve até hoje para classificar e qualificar as inúmeras tentativas de aplicação de métodos que só possuem uma eficiência: na arte de enriquecer quem os aplica, tirando dinheiro dos incautos.

Vou contar o que aconteceu neste mês de janeiro de 2018 quando atendia em um Ambulatório do SUS num interior do Estado e uma paciente chegou com queixas de dores pélvicas e com alguns exames em mão. Uma ultrassonografia que era sugestiva de uma doença inflamatória pélvica e uma colpocitologia oncótica que levava a esta conclusão.

Prescrevi  o esquema previsto pela FEBRASGO para as (DIPs) e ela me olhou meio desconfiada e disse, “será que eu vou ficar boa somente com estes dois remédios?” e eu disse por que? Ela respondeu que havia gastado R$900,00 com 3 aplicações de ozônio e que não teve melhoras e que com estes medicamentos ela iria ficar boa?

Falei assim, faça esta medicação e avise o seu marido para ele vir ao ambulatório, e só tenha relações com preservativo pois ele pode ter uma bactéria que provocou esta infecção.

Resumindo: Ela voltou, sem queija agora no mês de abril, o marido tratou da uretrite e conversei com ela sobre o tal ozônio.

Mostrei para ela alguns artigos que classificam como panaceia e que não existe amparo do Conselho Federal de Medicina e que ela havia sido ludibriada.

Ela me respondeu, e por que esse tal de CFM não faz alguma coisa? Eu disse que ela teria que fazer uma queixa e aí a coisa poderia acontecer?

Bem, que sirva de aviso aos incautos e inocentes pacientes que no seu desespero se submetem a tratamentos fantásticos tal e qual a tal Fosfoetanolamina que de nada adianta no tratamento do Câncer.

Este é o Brasil, pais dos cafajestes.

 

https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27338:2017-12-15-18-29-39&catid=3

 

É para o PARÁ, mas serve para todo o Brasil!

Que bonito, você com cara de bobo, o seu candidato a vereador trocou de carro, está com um modelo importado que seu salário junto por 10 anos não compra um, os parentes do vereador todos empregados, as mulheres (oficiais e oficiosas) estão todas cobertas de joias e você morando na sua rua alagada, suja, mal cuidada, mal policiada enquanto o seu candidato está naquele apartamento chiquérrimo que tem até segurança particular.

Não fique triste, e nem com raiva por que eu escrevi isto, mas fique com raiva de você que se vendeu, pois aquele que se vende vale muito menos que recebeu pelo voto, pelo emprego que já te demitiram, pela vaga de trabalho para o seu filho e a boa colocação para a filha.

Agora você está como um palhaço buscando o nome de outro para te enganar de novo nestas eleições.

Vejam que agora não é eleições para vereador e nem para prefeito. Por que agora a coisa é séria, são os deputados, deputados estaduais e federais.

Agora lembrem de quatro anos atrás que você elegeu o jovem risonho e promissor, que não fez nada por você mas empregou a mãe, o pai já está pendurado nas tetas do estado a muito tempo, mas a sua escolha também foi errada pois acreditou nos doutores em segurança, que tornaram a vida mais segura para os seus, empregaram toda a família deles, melhoraram as moradias familiares e sabe o que fizeram pelo estado? Nada, apenas umas emendas miseráveis e não duvido que a contrapartida tenha sido quase a metade do valor.

Mas até é perigoso ficar falando por que dizem que falar mal de deputado pode contrair uma doença mortal.

Por tanto seu vendido, seu babaca que acreditou que estes deputados que estão aí fizeram alguma coisa, e só prejudicaram as nossas vidas, por favor votem com uma escolha baseada em alguns valores:

  1. A história pessoal, pois um cara tatuado até o rabo tem um passado deplorável, e de tão egoísta que é nem serve para doador de órgãos ou de sangue pois a OMS não aceita.
  2. Compare as promessas: Aqueles que dizem ter o conhecimento de causa pois já trabalharam anos a fio na segurança, na saúde, no saneamento e agora não fizeram nada como deputados é por que de onde saíram também não fizeram nada e precisam voltar a trabalhar para aprenderem a ser honestos e competentes no seu trabalho, não em ficar rico com o dinheiro público.
  3. Fuja do MARKETING, pois aqueles que te muito dinheiro para gastar tenham certeza que foi fruto de corrupção ou desvio e se não for é por que vão cobrar a fatura depois de eleitos. Claro não é otário, eles vão tirar teu sangue para repor o que gastaram.

Por fim, bote a mão na consciência e veja que nossa cidade está sem saneamento, imunda, os coretos das praças sem telhado e já gastaram milhões. O transporte, a mobilidade está um caos, pois o BRTO já enriqueceu gerações que nunca trabalharam ou produziram mas estão ricas. E a segurança, tanto candidato posando de herói e que ia fazer e acontecer e nossa segurança está de mal a pior. Em resumo, cuidado com aqueles que querem pegar carona  na idolatria, pois o boneco é um bom candidato, mas os bonequeiros, a os bonequeiros, estes são foda!

Como ser cidadão!

O que é ser cidadão?

Trabalho em um órgão público e como toda Belém, tem uma grande dificuldade em se conseguir um local para estacionar. A solução é sair bem cedo e pegar uma vaga as proximidades do serviço. Hoje, por volta das sete horas da manhã ao chegar na rua lateral do meu trabalho, estava a frente um carro e uma sequencia de três vagas, já que o carro que estava a frente era pequeno. Porém o mesmo parou de uma forma que impedia que se estacionasse nas duas vagas restantes. Ainda tentei buzinar mas a película extremamente escura do carro impediu que eu conseguisse contato com o motorista. Dei a volta e estacionei em outra rua.

Ao chegar no emprego para registrar meu ponto de forma biométrica encontrei o dono carro, um Policial Militar e perguntei para ele depois de cumprimentar e dar bom dia, por que ele tinha trancado as duas vagas?

Ele respondeu que cada um era livre para estacionar da maneira que quisesse assim como na hora de votar cada um escolhia o seu candidato.

Eu perguntei a ele se sabia o significado de cidadania? Pois colocar um carro trancando duas vagas era no mínimo estranho.

Ele disse que não interferia na cidadania dele o que ele tinha feito.

Perguntei mais uma vez, mesmo tirando a chance de duas outras pessoas estacionarem?

Ele riu e disse que bastava chegar mais cedo.

Bem, eu não podia me conformar e disse que gostaria de saber como ele estava cedido para um órgão que pagava mais um salário complementar e substancial ao mesmo e se era um ato de cidadania ou de indicação.

Por que eu haveria de questionar o departamento pois seria bem melhor outro policial que fosse mais cidadão e não reservasse vagas para seus amiguinhos e inclusive colocando cones para bloquear estacionamento que está explicito ser vaga para ambulância e outro que nem vaga é para que servisse de vaga prioritária ou especial aos prováveis beneficiados com o título de uma casta superior.

Uma pessoa muito amiga me disse, não perde tempo, este é o sistema.

Mas enquanto vivo eu for, vou tentar lutar contra estas atitudes e ações que beneficiam os que não merecem e dão privilégios a quem é apadrinhado politicamente.

Por estes motivos que o Brasil precisa mudar e contar com pessoas sérias e honestas para eleger políticos que não sejam mercadores de favor e conveniência como a quase totalidade dos políticos que estão aí.

Em tempo, agora a pouco ele arredou o carro e deu lugar para dois coleguinhas.

 

You must be logged in to use this page.

Perco demais com meu mal humor

Infelizmente eu sei que perco demais com meu mal humor. Mas depois do que eu escutei estas duas semanas eu sinceramente vou chutar o pau da barraca, ou melhor, vou quebrar o piquete do circo, para não falar que vou jogar no ventilador.

Trabalho em um órgão desde o ano de noventa e dois, e sempre vesti  a camisa, dei o melhor de mim e até pedi exoneração de um outro concurso federal que eu possuía no currículo. Pois gostava imensamente de fazer parte desta instituição.

Ocorre que algumas coisas tem me mostrado que quando gostamos muito de uma entidade acabamos não vendo os defeitos ou as falhas, assim digamos.

Tentei mudar meu horário de trabalho, pois como todo mundo sabe meus sessenta anos me cobraram uma ação em prol do povo desassistido e ignorante do meu Estado.  Digo desassistido por não terem os recursos destinados a saúde, educação e segurança destinados a esta população aplicados em prol dos mesmos e sim em desvios que enriquecem alguns políticos e toda sua cadeia familiar e proximal. Ignorante, pois ignoram seus direitos e acabam votando em bandidos que vão roubar seus recursos.

Como encontrei um prefeito bem intencionado que está fazendo pela saúde algo que nunca eu havia presenciado, resolvi pedir para aumentar a minha jornada de trabalho e mais uma hora e obter a liberação de um dia o qual poderia me dedicar a atender, assessorar e trazer novas práticas para a saúde do referido município.

Pensem numa dificuldade. E infelizmente desisti do meu intento apesar de que outros colegas terem um horário muito flexível e inclusive com portarias que os proporcionava o direito de ir e vir sobre pretextos nunca dantes imaginados.

Se está certo eu não sei, se está errado também não sei, porém o que eu pedia não traria prejuízo a carga de trabalho que o referido órgão é merecedor.

Foi tanto percalço, descontos, dificuldades que até pensei em pedir a uma instância superior porém fui achacado com a pecha de dedo duro pois estava prejudicando o esquema dos outros colegas.

Eu fiquei numa situação complexa e complicada. Porém decidi que faria como os outros colegas fazem. Faltam e solicitam uma justificativa e vão fazer o que pretendem ou tem interesse, e a vida vai sob a batuta do Zeca Pagodinho.

E ao questionar um determinado dia que por falta de luz havíamos sido dispensados, tive a surpresa, aliás, não tive surpresa nem uma, apenas constatei o óbvio, que existia um grupo de whatsapp com os colegas do Departamento onde trabalho onde são passados avisos e orientação que eu por ser persona non grata estava fora.

Pois bem, temos que ter mérito e por isso vou contar a resposta que eu dei a criadora do grupo e que com toda a certeza agora serei não só antipático como excomungado.

Falei assim: Soube hoje que tem um grupo de pessoas no whatsapp que fazem parte do Departamento, e fiquei pensando qual seria o critério para que estas pessoas estivessem no grupo. Aí antes que respondessem fui logo dizendo, eu descobri o por que?

Tem que ter um parente direto ligado a administração superior para que o indivíduo faça parte do grupo! Logo em seguida passei a movimentar minha língua amaldiçoada como dizem, e continuei dizendo, dos que estão no grupo, tirando os não concursados, acho que todos tem um parente competente.

O Pior que parece que sim, e aí agora com certeza não faço e nunca farei parte de nem um grupo, e como nunca liguei para estes conchavos ou negociatas, sigo em frente contando os anos que me restam para sair decepcionado com as pessoas, por que para onde se olha e observa temos uma ação desprezível e facilmente capitulada nas leis dos mais sérios.