Genocida é quem te prende em casa

Texto irretocável da médica Manuela Silveira :”Não tenham pena de escorraçar quem venha culpar o povo pela evolução de uma pandemia e pela falta de leitos de UTI. Essa gente é desprezível e merece, no mínimo, o linchamento virtual. No mínimo. Não tenho nenhum respeito por quem vive numa bolha e vem atacar quem está lutando pelos seus empregos e pela estabilidade econômica do país. Essa semana, o número de pacientes com infarto voltou a estourar novamente. Pessoas nitidamente estressadas. Vamos viver de novo o que vivemos no primeiro semestre do ano passado. Consultas e cirurgias canceladas. Pessoas sem acesso aos seus tratamentos. Isso é inadmissível. Atendi pessoas com pico hipertensivo porque o filho perdeu emprego e foi com nora e neto se abrigar em sua casa depois de perderem tudo. Atendi dono de loja de shopping me dizendo que conseguiu aguentar com muita dificuldade a primeira onda de restrições, mas agora não tem mais como suportar. Aí a gente tem que suportar médicos e outros profissionais da área de saúde virem dizer que estão cansados pois as UTIs estão lotadas e o povo não colabora. Vão escolher outra profissão. UTI nunca foi lugar de passeio. Sempre foi lugar de paciente grave. Sempre foi lugar lotado. Hipocrisia. Eu já vi foi profissionais falando que está achando bom e que quer que dure até o final do ano pois nunca ganhou tanto dinheiro com plantões. Ninguém me contou. Eu ouvi. Fora os que vem pedir “fique em casa” mas vai passar final de semana na praia com amigos e familiares. Fique em casa pra vc, trabalho e passeio pra mim. Vão tomar no cu. Quantas vezes, nos meus 23 anos de formada, eu tive que fazer malabarismo para dar conta de tanto paciente precisando de UTI. Quantas vezes eu descia da minha unidade para ajudar o colega a estabilizar um paciente na emergência até aguardar leito de UTI. Fazíamos UTIs em leitos de emergência para tentar minimizar o caosTrabalhei em muitas emergências de hospital grande em SP onde ja tive que entubar paciente no chão porque não tinha maca para colocá-lo. Sabem o que é entubar paciente no chão? É ficar literalmente deitada para conseguir passar o tubo na traqueia do doente sem aspirador e levando tudo quanto é secreção na cara. E depois a gente ficava revezando para ventilar o pulmão na mão até conseguir um respirador e um leito. Já tive que dizer pra técnico de enfermagem “ eu sei que vc está cansado mas não temos outra opção agora”. Mas na época, não existia rede social e ninguém vinha fazer terrorismo com as pessoas como fazem hoje. Quantas vezes a gente admitia e entubava paciente na emergência, tratava, extubava e dava alta antes mesmo de surgir um leito de UTI. Não tem leito de UTI? Trate na emergência. Não sabe? Peça ajuda. É o ideal? Obvio que não. O que eu quero dizer é que temos que encarar de frente o problema e cobrar no lugar certo. Sempre tem o que fazer. Sempre tem como tratar. Se eu for contar tudo o que já vi, passaria o ano todo escrevendo e não acabaria. Sempre vivemos o caos, e a falta de leitos sempre foi a regra. Trabalhei numa UTI que tinha um quadro onde ficavam pendurados os inumeros pedidos de vaga e as liminares judiciais. Nem liminar judicial se cumpria porque não tinha onde botar paciente. Nunca vi nenhuma manifestação de CRMs, nem de colegas e nem de governantes pedindo pra fechar tudo para que as pessoas parassem de ter acidentes, parassem de se expor a agentes infecciosos, parassem de ir na praia para não ter afogamentos, etc, etc, etc. Ninguém se importava e a vida sempre seguiu como tem que serEstamos numa pandemia. Alguns cuidados precisam ser tomados. Isso é óbvio. Mas não venha querer justificar que é normal parar o mundo por causa de mais uma doença que vamos ter que lidar. Esse vírus não vai embora. Não adianta usar de desonestidade e culpar as pessoas por escolherem como querem lidar com a situação. Se vc concorda com lockdown ou vc é um retardado ou um desonesto que merece desprezo. Quer culpar alguém? Culpe quem mandou as pessoas só procurarem os hospitais quando estivessem com falta de ar, pois até hoje é isso o que vejo. Até hoje vejo médicos mandando pacientes pra casa 2, 3 vezes prescrevendo apenas dipirona. Culpem quem fez terrorismo contra medicações que poderiam estar ajudando a diminuir os números de internações. Culpem governadores que fecharam hospitais de campanha inteiros no momento em que as pessoas estavam voltando a circular. Culpem aqueles que usaram o dinheiro na compra de respiradores que nunca chegaram. Culpem quem comprou respiradores em lojas de vinho. Culpem quem usou o tratamento precoce escondido e impediu os outros de terem acesso. Mas não venha aqui culpar o povo que está lutando para colocar comida na mesa e sustentar suas famílias. Se vc faz isso vc merece o limbo.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 7 =