Em versos e prosas!

Resolvi responder aos que atacam o Bolsonaro em versos e prosa.

Aquele que não tem na família, uma história para contar,
De uma falência fraudulenta, de um passado a lastimar.
De um irmão bandido, de um relacionamento combalido,
Uma parceira rameira, ou um marido indefinido.
Uma profissão improdutiva, um emprego arrumado,
Um político envolvido e um DAS emprestado.
Um recalque enrustido, um comportamento ambíguo,
Uma falsa moral e um discurso embutido.
Ao atacar um ferido, lembre-se da covardia,
A mesma que você teve um dia, de não fazer o o que pretendia.
Que ficou com medo de cursar uma faculdade, pois sabia,
Que pela sua incapacidade não a concluiria.
Será que sua profissão, é capaz de produzir um pão,
Que sirva de alimento, e não produza dejetos sem aplicação.
Duvido muito da utilidade, da pessoa sem capacidade,
Que agride os que produzem, mas vivem das generosidades.
Se você aqui foi enquadrado, não se faça de rogado,
Lute, mas não contra a verdade, e sim contra a maldade,
Que se faz presente, num Brasil descontente,
Que deseja mudar e melhorar e quer,
Bolsonaro Presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *